quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

A Cura



Há momentos quando o recolhimento se faz necessário para que o Tempo cure os males da pisque.
Nestes dias, estive refletindo sobre isso, e com a sapiência do Tarô pude entender um pouco esse mecanismo transitório, onde se faz necessário ter paciência e descanso para que nossa mente possa se organizar e os pensamentos irem ao seu devido lugar.
Quando nossos neurônios dá um "thiuthi" e beiramos ao desequilíbrio, é necessário parar! Nosso corpo é uma máquina e como tal, alguns componentes precisam resfriar para o bom funcionamento.
A fonte neural que comanda tudo nesta máquina é perigosa, pode ser nossa melhor amiga ou pior inimiga; portanto precisamos ouvir os sinais que ela emana.
O Eremita nos ensina o momento certo de entrarmos em nossa caverna para reavaliar algumas questões, aliado a Temperança nos dá o tempo necessário para que possamos estar em descanso e conseguir enfrentar nossos medos, ansiedades e conflitos que a Lua nos trás (que se resume em diversas patologias da psique, mesmo que passageira).
Parafraseando um ditado: "de médico e louco, todo mundo tem um pouco", prefiro não deixar a loucura tomar uma porcentagem maior.
O Tarô e seus sábios conselhos. Só nós conhecemos nossos limites, diante desta vida estressante. Vamos ouvir mais nosso corpo e mente!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário