sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Os Peixes (34 do Lenormand)



O peixe é o único animal do lenormand que vive em um mundo desconhecido para nós, seres humanos; e que também não possui icnograficamente uma espécie determinante. Quando falamos em peixes nos referimos a qualquer um; e os baralhos o representa à livre vontade. Assim sendo não podemos explorar muito seu comportamento como animal/espécie. 
Na minha opinião, a carta do lenormand que simbolicamente aponta a prosperidade deveria se chamar de carta do Mar e não peixes. Pois o Mar é que miticamente está relacionado à riqueza/prosperidade, em diversas culturas.
Mas a icnografia do peixe faz todo sentido para esta relação de prosperidade. Os peixes desde os tempos remotos, sempre foi a principal fonte de alimento animal do homem, mesmo antes do advento da caça, pois as tribos procuravam estar próximo aos rios e mares para poder sustentar sua família.
Os peixes em sua maioria se reproduzem por óvulos, e de maneira muito quantitativa; matematicamente é quase impossível não encontrar peixes no fundo do mar. Além de termos diversas espécies, temos também cardumes imensos.
Na extremo Oriente o peixe é símbolo de prosperidade, principalmente na China, onde a pronúncia deste animal é semelhante a de prosperidade. Mas, lembrando que este peixe chinês associado a prosperidade é a Carpa. 
(origami de peixe com uma nota de dólar)

Acredito que a riqueza e multiplicidade implícita na figura do peixe, vem mesmo das parábolas cristãs onde os pescadores eram abençoados por Cristo, como exemplo da "moeda na boca do peixe" [Veja aqui], e o mesmo em determinado momento fez com que peixes se multiplicassem para alimentar o povo.
Vou ressaltar que a definição interpretativa mais propícia para a carta do peixe é prosperidade e não necessariamente riqueza material. Apesar da riqueza também estar inculta no comércio desde animal de maneira expansiva através de sua pesca. Mas, quando nos remetemos a riqueza, é também conveniente lembrar que o Mar sempre foi o grande cofre da humanidade. Onde diversos navios naufragavam com seus tesouros e ainda hoje não foram encontrados, assim sendo, os peixes se tornam simbolicamente guardiões deste tesouro material.
Os deuses marítimos, na mitologia mundial, também são associados aos portadores da riqueza dada aos homens. (Chinês- Da Yu; Grego- Posseidon; Celta- Manannán; Irlandês- Lir; Africano- Okum. etc.)
A Prosperidade representada na carta dos peixes tem uma conotação ampla, não se trata apenas de uma prosperidade física, ele pode ser sim, e deve, ser expansivo a todo tipo de abundância: material, emocional e espiritual.
A carta dos peixes nos permite vagar por uma série de interpretações, não só a questão de riqueza/prosperidade. Por exemplo:
No amor: Uma relação cercada de emoções profundas (água do mar)
Na saúde: Uma saúde de longevidade e sadia (pois sabemos que os peixes são ricos em nutrientes fundamental para à vida)
Na profissão: Uma situação na qual precisamos nos aprofundar, e conhecer um mundo diferente.
No social: Um meio onde a comunidade pode ser unida, por cardumes, e expansiva.
No financeiro: Um quantitativo significante de riqueza material - dinheiro.





Não esqueçamos que apesar do peixe sempre ter sua multiplicidade e geralmente estar abundante nos mares, existe situações e momentos que: " O mar não está para peixes" ;) . Então, não vamos abusar desta prosperidade e perceber também que toda carta tem seus polos - positivo e negativo. É fundamental em que situação e condição esta carta do peixe se encaixa na leitura.

Para reflexão:

O que é prosperidade para ti?
Tens mantido em segredo aquilo que conquista?
Prefere o peixe ou a vara para pescá-lo?

Um dia cheio de prosperidade para ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário