segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Runa ISA

ISA / YS


“Byth oferceald, ungemetum slidor,
Glisnath glaeshluttur, ... gimmum gelicust,
Flor forste geworuht, … faeger ansyne.”

O gelo é frio e muito escorregadio,
Resplandece como vidro, ... mas como uma joia,
O chão feito de gelo, ... bonito de se ver.




O “gelo” é uma outra runa fria e invernal, porém, não indica a possibilidade de mudança mágica. É uma runa estática. O gelo é bonito para se olhar e isso é tudo. Sua semelhança com a joia sugere uma relação simbólica como “riqueza” e “dar”, mas aqui é uma riqueza que não é compartilhada.

As primeiras três runas do aett de hagalaz boicotam o leitor do mundo cálido da sala do aett de fehu, onde a situação no mundo externo era bem evitável, como em “espinho”, ou controlada, como em “cavalgar”. Hagalaz, “granizo” e as duas outras runas seguintes, “necessidade” e “gelo”, apresentam aspectos intrusos e essencialmente incontroláveis do mundo exterior. Mas, embora eles sejam todos inicialmente apresentados como inimigos ao conforto humano, cada verso inclui uma característica redimível. “Granizo” transforma-se em água, agente fertilizador. “Necessidade”, pode ser transformada em pressagio de ajuda, e isso é um incentivo para a ação que melhorará a situação. O “gelo” pode ser percebido como bonito. A qualidade estética do gelo é suficiente para redimi-lo de sua negatividade.




Na leitura divinatória, pode significar:



Plano material – momento de espera, evitar tomar decisões precipitadas, observar os detalhes, cautela.
Plano abstrato – estagnação, comodismo, oportunismo, ilusão.
Plano sentimental – relação fria, observação da beleza interior, cuidado com relações extra-conjugais, desilusão amorosa, tristeza com amigos.
Plano da saúde – descansar, recuperação lenta de pequeno problema de saúde, resfriados, viroses.

Plano espiritual – influencia de dogmas religiosos na vida pessoal causando estagnação, vampirismo, desgaste energético.

Nenhum comentário:

Postar um comentário