segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Iniciação a religião yorubá


(Máscara de Yaô - Ed Junior - artenatelharj.blogspot)

É muito comum hoje em dia ouvir a seguinte frase diante de um jogo de búzios : VOCÊ TEM QUE FAZER O SANTO!

Pelos Deuses, onde já se viu dizer por aí - com tanta convicção : Você tem que ser batizado!, Você tem que entrar para a Maçonaria!, Você tem ser Budista! ...

Onde fica nosso livre arbítrio? Nossas escolhas? A religiosidade é como uma experiência, deve-se experimentá-la. Como vamos saber se um alimento é saboroso ou não ao nosso paladar, se não comermos primeiro? Assim é toda senda espiritual.

NUNCA houve e NUNCA haverá a NECESSIDADE de se iniciar na religião dos orixás! Você pode ser católico sem frequentar a Igreja; Você pode ser budista sem frequentar um mosteiro; Você pode ser seguir a filosofia maçônica sem frequentar uma Loja. E, você pode ser "do santo"/ dedicado a religião, sem ter que se iniciar nela.

Mas, vamos para outro ponto: O que realmente significa uma Iniciação? Do ponto de vista espiritual ou filosófico, significa "dar o primeiro passo" a uma entrega. Entrega essa, que deve ser de coração e vontade, amor e responsabilidade, dedicação e lealdade. Nem todos estão preparados para isso! Quando nos iniciamos ou nos dedicamos a uma senda espiritual, estamos disposto a evoluir e contribuir com o crescimento da mesma; e para isso, será "exigido de nós" tempo e dedicação, para que possamos conhecer, propagar e aplicar nossa fé, ritos e filosofia. Quando se inicia na religião yorubá, não é diferente das outras. Os neófitos passam por um longo período de aprendizado e prática, que os levam a "saber" adorar, cantar, rezar e dançar para os deuses.

Qualquer um pode se iniciar? SIM, desde que, estejam dispostos a se entregar com dedicação aos ritos de passagem que envolve sua caminhada. 

Ah Luqiam, "o 'pai/mãe de santo' disse que tenho cargo na casa, e por isso tenho que fazer o santo"!  Mentira! Não tem que fazer nada, se não sente desejo nem vontade.

A observação se que a pessoa em frente ao oráculo está "destinada" a uma função específica na religião, não significa a obrigatoriedade de se dedicar a mesma. Esta observação quem faz são determinados Odú, que, diga-se de passagem, se apresentam raramente.

Portanto, fica a dica: Não caiam em ciladas... a caminhada é longa e árdua, apesar de prazerosa  Mas, façam sempre pela espiritualidade com amor e vontade, e nunca por "Obrigação"!

Luqiam - 21-01-2013




Nenhum comentário:

Postar um comentário